Preso Pode ser candidato?

Embora o preso tenha reconhecido a sua condição de votar por ter ao seu favor a interpretação elástica do TSE, recomendando que sejam colocadas urnas eletrônicas também nos presídios, nem sempre é possível conceder tal regalia.

Depende sempre do fator segurança, portanto, referida interpretação é facultativa. Quando Presidente do TRE não autorizou e nem permiti que urnas fossem colocadas nos presídios. E ser votado? É induvidoso que o preso condenado e que cumpre pena em estabelecimento prisional tem a imediata suspensão de seus direitos políticos, logo não pode ser candidato.

A mesma regra deveria ser aplicável na hipótese do Impeachment, só por excrescência jurídica e manobras urdidas nos bastidores é que não se aplicou dita pena acessória no caso que afastou a “Presidenta” Dilma do cargo de Chefe da Nação.

Mal comecei a escrever estas poucas linhas e fui interrompido pela Diolinda, uma mulher simples, residente na Fazenda Rio Grande, militante ardorosa do PT e que por ser parteira, é líder da comunidade local:
- Li por cima dos teus ombros a besteira que você escreveu...
- Ué, por quê? 
- O Gilmar disse que o Luiz Ignácio pode ser candidato e fazer campanha da prisão onde se encontra! - disse ela com convicção.

Como eu conheço bem o jeito dessas minha amiga, resolvi provocá-la:
- E como ele vai fazer campanha? 
- Nos debates o Haddad vai representá-lo; no horário oficial reservado para a campanha pelo rádio, ele poderá falar através do microfone que será instalado na Polícia Federal, os “santinhos” ele poderá jogar pela janela de sua cela...
- É mesmo? E os comícios?
- O jatão da PF vai levá-lo para todas as partes do Brasil!
- Putz, então vai ser uma zorra!
- Vai? Você acha? Mas ele vai ganhar a eleição...
-?
- Ele é um injustiçado, foi condenado até agora só por que “deram” um tríplex para ele, que diga-se a bem da verdade, que ele não quis ...
- Como não? Vivia reformando o imóvel...
- Tudo mentira, ele apenas dava palpites para a reforma, para não desagradar o doador.
- Claro que, não! 
- Vocês coxinhas são invejosos, não podem ver nenhuma pobre ganhar um apartamentozinho insignificante na praia principal de Guarujá, que já ficam inventando mentira...
- Tá certo Diolinda, talvez você tenha razão, pois o STF ainda terá que decidir  esta questão. E aqui no Paraná, quem ganha para governador?
- Claro que o Dr. Rosinha! E no primeiro turno!
- Tem certeza?
- Claro, pois ele terá como cabo eleitoral a poderosa Gleisi...
- Que não vai tentar se reeleger para o Senado, por que será?
- Porque ela é humilde, do povo, não quer ser mais senadora porque é um cargo muito esnobe, cheio de pompas, tapete azul...
- Ah! Mesmo?
- Claro que sim, ela como deputada federal vai ficar mais perto do povo, e com sua votação expressiva vai “carregar” com ela mais uns cinco ou seis deputados.
- Teolinda, você é ótima, por que não deixa de ser parteira e abre uma tenda de vidente?
- É que gosto de crianças...
- Tá. Aonde você vai agora?
- No comitê do Lula.
- Ele já tem comitê instalado?
- Já, no assentamento da Vila Cândida, com alto-falante e tudo!

Foi então que eu caí na real: e me lembrei dos desamparados moradores da vizinhança da Superintendência da Policial Federal, no bairro Santa Cândida, que têm que suportar as algazarras de um bando de desocupados lulapetistas/Sem Terras, por omissão criminosa das autoridades constituídas... 

“Se o Lula é candidato à Presidente da República, qualquer outro preso também pode concorrer a qualquer cargo eletivo. Pense bem: a Justiça brasileira não está uma gracinha?”
Edson Vidal Pinto

Apoio